terça-feira, 10 de maio de 2016

EXERCÍCIOS PLEIADIANOS 1 e 2

le_2.jpg

Exercício 1:

EXERCÍCIO ENÉRGÉTICO:

Respire profundamente, relaxe e volte-se para dentro de si mesmo.
Tencione fazer o máximo uso das energias que o estão inundando neste momento.
Estenda sua consciência até ao décimo segundo chakra, onde quer que ele esteja para você.
A partir do décimo segundo chakra, ouça o som da intenção que ressoa dentro de seu corpo.
Imagine uma fina teia de aranha, que compõe o seu cosmo.  Conforme puxa a energia através dessa teia, ela começa a zumbir, a cantar e a informar todas as partes que a compõem.
Deixe que essas ondas de luz venham para o seu Planeta e sinta que você é um imã para a consciência que nós, como pleiadianos tornamos disponíveis à você, alegremente e sem esforço.
Sinta uma abundância de criatividade expressar-se através de seu ser e, desinteressadamente e com grande coragem, use esta luz criativa, enquanto ela se move através de você e dá novas opções ao Planeta.
Conforme esas ondas de luz chegam através do 12°chakra, imagine a Terra recebendo o impacto de ondas gigantes de luz, com milhares de kms de comprimento e largura, inundadas por minúsculas formas geométricas.
Cada um de vocês tem o potencial de reativar a biblioteca viva, usando os dons da ´própria mente, dos impulsos e das intenções.   Sinta a terra sendo inundada por ondas de luz.  Por alguns momentos imagine que cada partícula de vida sabe que nunca será destruida - que a destruição é uma  ilusão do próprio  jogo do Criador Primordial. -  você é de fato, um Mestre do jogo.  Encontre a arca de tezouro que você guardou.  Ele contém sua verdade mais valiosa, que você esconde até em si mesmo.
Ao ousar abrir a arca, verá a si mesmo - uma versão de si mesmo que é o Criador Primordial, criando paz e liberdade novamente nesse mundo.
Tenha a intenção que a soma total de sua inteligência seja livremente partilhada entre todos, e que os dons, talentos e habilidades que cada um de vocês tem se espalhe para o resto do mundo, para que a cura possa ocorrer.
Tenha a intenção que seu corpo irradie amor.  Crie uma espiral com este amor e saiba que está ligado a um grande propósito.  Você não está sozinho:  contudo, precisa caminhar e agir sozinho para se descobrir.  Envolva-se nessa espiral de amor e tencione lembrar-se quem você é.
FIM DO PRIMEIRO EXERCÍCIO

EXERCÍCO 2: 

Abra a imaginação e viaje para dentro de si.  Respire profundamente algumas vezes e relaxe.Imagine que se encontra de pé num circulo de pessoas.  Você está de mãos dadas com essas pessoas. Há uma brilhante luz fúcsia, dourada e branca descendo,criando um pilar de luz. Agora, imagine a Terra como uma biblioteca Viva cheia de incomparável vitalidade.   Tudo está irradiando luz e você nunca viu a Terra assim tão viva como antes .  Mantenha a imagem segurando as mãos das pessoas no círculo e ao mesmo tempo, deixe , uma parte de si separar-se. Entre no círculo e no pilar de Luz. Acesse o pilar de luz e siga a nossa  intenção de modo que possamos levá-lo a um outro lar, as Plêiades.  Deixe sua imaginação e sua confiança levá-lo para cima.  Sinta uma leveza, uma alegria um profundo sentimento de conexão e saudade. Agora encontra-se na sua concepção das Plêiades. Observe. Sinta e reconheça. Dê para a fonte que o  criou algo significativo.  A maior coisa que pode dar é a sua compaixão, que é a capacidade de compreender porque as coisas foram feitas de maneira que o foram.  Essa compaixão abre a capacidade que você tem de ver e sentir os resultados de eons de tempo.  Corredores são abertos a você para que encontre a verdade que pulsa dentro de cada célula de seu próprio ser.  Dê o que puder e o que quiser a este lugar que é o seu lar e encontre uma exultação e um propósito dentro dele.  Tenha a intenção e que seja realizada uma mudança e que uma profecia seja cumprida.  Tenha a intenção que suas próprias criações retornem ao seu Criador, para libertar o Criador.
Volte a atenção para a sua própria respiração, respire suavemente e envie uma vibração de alegria e exaltação, liberação e  entendimento para esse local que é o seu e o nosso lar. Sinta, por alguns momentos, o que está retornando à você .  Agora imagine-se na palma de uma imensa mão.  Você se encontra em um círculo junto com as outras pessoas de seu grupo. Essa mão imensa parte das Plêiades e suavemente o coloca de volta na Terra, em seu próprio jardim, como se você fose a mais delicada e valiosa  das criaturas.  Veja-se correndo, pulando e brincando como se fosse uma criança. A sua vitalidade e a da Terra são agora maiores do que quando você  começou o exercício.  Sorria e permita que a emoção  e as lágrimas de reconhecimento façam o trabalho delas- abrir seu coração para todos os domínios, em todos os mundos-  O que você realizou, neste momento de compaixão, foi uma grande conquista.
                              FIM DO SEGUNDO EXERCÍCIO

quinta-feira, 31 de julho de 2014

A EVOLUÇÃO, DEPENDE DO SEU PONTO DE VISTA SE ELA E BOA OU MÁ.

Realmente se isso acontecer a raça humana não está pronta para isso, fiquei bastante emocionado com esse filme, fora os comentários de pessoas que tem medo da evolução humana e isso ai. Nós como seres criados por Deus temos a essência divina dento de cada um de nos, por esse motivo podemos sim criar outros seres e até criar o ser humano perfeito, (perfeito em físico mas nunca substituir a alma), isso e que se difere nós de Deus. Mas ele nos permitiu a creação de outro seres pois ele nos deu a capacidade para isso e muito mais, mas infelizmente a evolução tem o seu preço o "MEDO" do desconhecido faz com que os seres humanos regridem por pura falta de fé.

ASSISTAM AO FILME E COMENTEM. >>>>>

CLICK AQUI E ASSISTA AO FILME.

PEÇO QUE POSTEM SEUS COMENTÁRIOS AQUI!






quinta-feira, 10 de julho de 2014

MENSAGEM PARA TODA A HUMANIDADE.

Bom dia! 
Meu nome e Marcelo De Araujo Silva eu sou o criador da pagina (A Irmandade do Triângulo), fui incumbido de passar uma mensagem que recebi, e infelizmente não foi possível divulga-la através de outros meios que procurei. Sentindo-me incapaz de tal ato pedi ajuda á espiritualidade e fui respondido, é por ter a resposta dentro de minha alma eu peço a vocês aqui a oportunidade de estar divulgando-a, por favor eu peço em nome do amor COMPARTILHEM. Que Deus nos abençoe.
Amados irmãos, venho hoje em missão de divulgação da verdade em nome do amor.

Os países EUA, Rússia, e Alemanha, na época do assim chamado projeto Filadélfia houve a interferência mental dos chamados cinzas com o governo americano e os demais citados acima, para a destruição de parte do planeta terá com experiências convexas a dos seres intergalácticos de luz de todos as confederações. Os seres cinza estavam e estão com a intenção de virarem os creadores universais, querendo aniquilar a raça humana e fazerem copias de si mesmos para dominar o planeta, não iremos deixar que isso aconteça, se for preciso deteremos com total aniquilação. Nos voluntários não deixaremos que armas sejam feitas para destruição de seres, quaisquer que sejam estamos sempre entre vocês, e quem faz cria e recria todas as coisas no universo e o ser que vocês chamam de Deus, não se preocupem com o que vai acontecer nos estaremos sempre apostos a desintegra quaisquer ameaças.

Os irmãos que já tem a consciência da nossa existência não se preocupem com prova na hora certa da transformação vamos nos materializar e falaremos da nossa missão e do nosso amor que é imenso por vocês, e com imenso amor de todos os escolhidos tudo o que já foi passado, e o que já foi visto, o que já foi feito já e prova suficiente que na casa do meu pai á muitas moradas. O nosso pai mãe não está e não esteve, e não estará apto a destruição planetária, e sim a transformação planetária transformação das consciências. Então pedimos para vosso próprio bem usem suas consciências da forma de como ela é. Não deixem que as ilusões, o medo, as duvidas a raiva a má vontade encubam vocês irmãos, queridos dentro de uma capsula destruidora e sim deixem que a verdade plena vos conduza a supra consciência da eternidade. Sabem o que significa eternidade? E aquilo que e uma coisa só, e que nunca acaba e tudo dentro do universo divino, isso e eternidade que nos esperamos e que vamos conseguir, pois o Amor divino sempre permanecerá, fique em paz.

Um ser ainda em evolução que voz ama.

Não e por que somos simbolicamente da confederação intergaláctica, não somos mais importantes do que ninguém.

Não e por que somos de planetas e dimensões um pouco mais evoluídos consciencialmente etc.
Que somos diferentes de vocês, e mais importantes, não pensamos assim jamais, o nosso amor por vocês irmãos e tão imenso que ficamos um pouco sem intender o porquê os irmãos nos consideram melhor do que vocês.

Que a paz o amor á fé estejam sempre com vocês.

Mensagem emitida de um irmão em evolução que nos ama 21/05/2014.

Próxima mensagem.

Códigos e chips que serão implantados nos seres humanos.

Meu perfil.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

O universo de Deus vem em nossas mentes e expande em nossos corações.


A meditação e muito importante para nossas vidas, pois foi através da meditação que o universo foi criado e o pensamento e a voz ou o verbo divino.
Mensagem enviada por um amigo espiritual. 

terça-feira, 30 de abril de 2013

AFIRMAÇÕES DO EU SOU






AFIRMAÇÃO 9

EU SOU O QUE EU SOU. EU SOU A PORTA ABERTA QUE NENHUM HOMEM PODE FECHAR. EU SOU A LUZ QUE ILUMINA TODO HOMEM QUE VEM AO MUNDO. EU SOU O CAMINHO. EU SOU A VERDADE. EU SOU A VIDA. EU SOU A RESSURREIÇÃO. EU SOU A ASCENSÃO NA LUZ. EU SOU A SATISFAÇÃO DE TODAS AS MINHAS NECESSIDADES E...


AFIRMAÇÃO 8

EU SOU, EU SOU, EU SOU UNO COM TODA EMANAÇÃO DE VIDA DA GRANDE LEGIÃO DOS MESTRES ASCENSIONADOS QUE AFASTAM DO MEU CAMINHO TODA A CRIAÇÃO NEGATIVA E ME ELEVAM JUSTAMENTE AGORA À PERFEIÇÃO DO REINO CELESTE. EU SOU, EU SOU, EU SOU UNO COM TODA EMANAÇÃO DE VIDA DA GRANDE LEGIÃO DOS MESTRES...


AFIRMAÇÃO 7

EU SOU A RESSURREIÇÃO E A VIDA. EU SOU A ENERGIA QUE USO EM CADA AÇÃO. EU SOU A LUZ ILUMINANDO CADA CÉLULA DO SER. EU SOU A INTELIGÊNCIA, A SABEDORIA DIRIGINDO CADA ESFORÇO. EU SOU A SUBSTÂNCIA ONIPRESENTE, SEM LIMITE, QUE PODE SER USADA PARA MOLDAR A FORMA. EU SOU A FORÇA, A COMPREENSÃO...


AFIRMAÇÃO 6

EU SOU A RESSURREIÇÃO E VIDA DE TODO BEM EM MINHA VIDA! EU SOU A RESSURREIÇÃO E A VIDA DE MINHA JUVENTUDE E BELEZA! EU SOU A RESSURREIÇÃO E A VIDA DE MINHA PERFEITA VISÃO! EU SOU A RESSURREIÇÃO E A VIDA DE MINHA PERFEITA AUDIÇÃO! EU SOU A RESSURREIÇÃO E A VIDA DE MINHA PERFEITA SAÚDE! EU SOU A...


AFIRMAÇÃO 5

EU SOU COMPLETA E ABSOLUTAMENTE DIGNO DO AMOR E A LUZ DO CRIADOR. EU SEI QUE A LUZ E O AMOR DO CRIADOR É A MINHA FORMA NATURAL.  


AFIRMAÇÃO 4

EU SOU A PERFEITA MANIFESTAÇÃO DA PRESENÇA EU SOU E NÃO TENHO NENHUM DEFEITO. EU SOU EQUILIBRADO, EU SOU PERFEITO, EU SOU O QUE EU SOU E MANIFESTO SOMENTE O AMOR. 


AFIRMAÇÃO 3

EU SOU A MAGNA PRESENÇA SOBRE O MEU MUNDO E AO MEU REDOR, COM TODO PODER PARA CONSUMIR TUDO QUE ESTIVER EXERCENDO INFLUÊNCIA NEGATIVA SOBRE A MINHA VIDA ATUAL, SOB A INVENCÍVEL ATIVIDADE DO MEU EU SOU. 


AFIRMAÇÃO 2

EU SOU UMA FORÇA DE DEUS MOVENDO-SE SOBRE ESTE PLANETA. EU SOU UMA FORÇA ASCENDENTE DA ACELERADA VIBRAÇÃO E CONSCIÊNCIA, QUE É MINHA CHAMA DO CORAÇÃO, O VERDADEIRO CENTRO DO MEU SER. ESTA CHAMA SE CONVERTE EM MINHA AURA, GIRANDO EM ESPIRAL AO MEU REDOR. A ENERGIA CÓSMICA FLUI ATRAVÉS DESTA AURA. EU...


AFIRMAÇÃO 1

EU SOU A PRESENÇA CRÍSTICA EM MEU CORAÇÃO QUE ATRAI A MIM A FORÇA MAGNÉTICA DO SEU AMOR, NA PERFEITA REALIZAÇÃO E ACEITAÇÃO DE MINHA VERDADEIRA DIVINDADE. PERMANEÇO AGORA NESTA PRESENÇA EU SOU E SUA TOTAL MANIFESTAÇÃO E PERFEIÇÃO. EU SOU O CRISTO EM ATIVIDADE AGORA E PARA SEMPRE. EU SOU A VITORIOSA...

sexta-feira, 19 de abril de 2013

ORAÇÃO DO PERDÃO


Se alguém me magoou ,me feriu ou me prejudicou,consciente ou inconscientemente,nesta e noutras VIDAS – em PENSAMENTOS ,PALAVRAS ou AÇÕES – EU livre e plenamente o PERDÔO em caráter permanente.EU o ABENÇÔO sempre que me vem ao PENSAMENTO.

E também se magoei ,feri ou prejudiquei alguém,consciente ou inconscientemente nesta e noutras VIDAS – em PENSAMENTOS, PALAVRAS OU  AÇÕES – EU humildemente peço que me PERDOE.
EU lhe PERDÔO e você me PERDOA .
EU AMO você e você me AMA também.
EU AGRADEÇO a você e você AGRADECE a mim,
Entre MIM e VOCÊ não existe mais nem um laço  de  RESSENTIMENTO,porque EU e VOCÊ somos UM SÓ perante DEUS.
ORO profundamente pela sua REALIZAÇÃO ESPIRITUAL.
Que VOCÊ seja cada vez mais FELIZ.
EU  PERDOEI a todas as pessoas e acolho a todas ELAS com o AMOR DE DEUS.
Da mesma forma DEUS   me PERDOA e me acolhe com SEU IMENSO AMOR .
A CHAMA VIOLETA ,que liberta todo erro cometido nesta e noutras VIDAS – meus e de toda a HUMANIDADE – transforma a LEI DO PERDÃO em AÇÃO E AMOR.

EU SOU ! EU SOU ! EU SOU !           UM SER DE LUZ.

sexta-feira, 29 de março de 2013

UNIDOS - COMANDO ASHTAR E FEDERAÇÃO GALÁCTICA


Olá pessoal! Sempre ouvimos a frase "Eles estão entre nós", e só vem a lembrança dos Grays para a maioria, no entanto, já faz algum tempo, dois a três anos, a amiga Rita chamou-me rindo por “Arcturiano” e apresentou-me ao colega Sávio que logo disse ser Siriano. Desse encontro, passamos a trocar informações, Arcturiano no mundo da lua e o Siriano com os pés no chãosabia da sua missão, trazer mais juízo e consciência para Arcturiano. Obrigado amigo! Entre tantas lições, incentivos e puxões de orelha. Desta vez compartilhamos sua introdução antes da mensagem do Comando Ashtar.
“Antes de ler este artigo lembre-se: estamos no final de uma Era, de um Ciclo Cósmico, e como sempre nesses períodos de Transição há uma ajuda Divina para que o Plano da Luz seja cumprido. Afinal estamos num planeta criado pela Fonte e somos também criação dessa mesma Fonte, e como Pai/Mãe a Fonte não nos esquece, não nos desampara principalmente nesses momentos difíceis de mudanças. Mudanças para uma evolução espiritual de tudo que é físico e não físico em sua Criação. Uma Nova Era se aproxima, uma Nova Terra está para nascer e precisamos querer que o Novo se concretize para que tudo melhore para nós como humanos. Assim, vamos receber nossos Irmãos Galácticos de Coração Aberto (os braços também), sem medo, sem cismas, sem dúvidas. Nossos corações falarão mais alto e sentirão a Paz, o Amor, a Luz que já de tão cansados esquecemos que existem e que temos que voltar para tudo isso o quanto antes. Leia e fique em PAZ e esperançosos de novos dias, novos sistemas, novas tecnologias, novos paradigmas para o bem viver de TODOS!!!”
Sávio Carrilho (Mão Cósmica Azul - Kin 247)
Do blog de Jéssica Melo do Núcleo de Integração Cósmica OUSE (Ordem Universal dos Seres Estelareshttp://aluisionestelar.ning.com/profile/jessica
Mensagem do Comando Ashtar
21.03.2012
1. Desculpem termos desligado as luzes. Amanhã iremos acender as luzes exteriores das nossas naves para que muitos possam ver e registrar a evidência deste fato em fotos e gravar os vídeos que desejarem. Nós, do Comando Ashtar, estamos unidos aos nossos irmãos e irmãs da Federação Galáctica da Luz, empenhados em permitir o avistamento do maior número das nossas naves, bem como efetuar avistamentos mais visíveis, para agirmos como quebra gelo para afirmar a nossa presença no vosso mundo. O nosso comando também está aqui em número muito elevado, e temos naves estacionadas por cima dos mais diversos locais do vosso planeta.
2. Também, gostaríamos que compreendessem que, embora as nossas naves possam ter uma aparência diferente das da Federação Galáctica da Luz,quando vêm as nossas naves, não estais a ver as naves das forças controladas pela cabala das trevas(Este é um lembrete que podemos conectar com o vídeo que mostramos outro dia, onde vemos dois caças americanos acompanhando um disco voador, de repente os três são da cabala.)
À esquerda, o que entendemos ser nave da Federação Galáctica e a direita, sem contorno rígido do Comando Ashtar. As nossas naves podem ser de tamanho maior e diferem um pouco de aspecto em relação às da Federação Galáctica da Luz, porque as nossas naves utilizam tecnologias da luz como fonte de propulsão e manobra, e podem diferir muito devido a essas propriedades. Quando vêem as nossas naves, estão a ver luzes de cores diferentes do pano de fundo do céu ou do espaço. Também sereis capazes de as fotografar ou gravar em vídeo, embora o que apareça no vosso filme de terceira dimensão não sejam linhas distintas e formas que mostrem como as nossas naves realmente são e como as percebemos, de acordo com a nossa perspectiva. De toda a maneira, percebemos que é importante que tornemos as nossas naves conhecidas dos povos do vosso mundo porque estamos aqui, e vereis as nossas naves durante o dia como também à noite.
3. O Comando Ashtar tem muitas naves de vários tamanhos e várias capacidades. Temos naves criadas para fins pacíficos, e também temos naves de guerra usadas para ajudar a remoção das forças armadas das trevas dos mundos onde as lições aprendidas por eles já não são mais necessárias para a educação e para a elevação dos que estão num planeta específico. As naves usadas para esse fim não funcionam como as naves de guerra do vosso mundo da Terceira dimensão, mas sim, as nossas naves são pacíficas e não causam dano e retiram as máquinas de guerra e os seus tripulantes das suas posições em todo o planeta. Tal como a Federação Galáctica da Luz, também fazemos tudo o que podemos para não causar dano algum a essas forças em oposição, mas têm de ser removidas se não capitularem voluntariamente e terminarem a resistência à nova direção de uma sociedade.
4. As naves irão irradiar muitas cores vivas diferentes, porque cada cor possui uma propriedade diferente e permite certas funcionalidades. Podeis apelidá-las de Naves de Luz, porque realmente é assim que elas vos parecerão. Depois da vossa ascensão aos reinos mais altos, as naves parecer-vos-ão um pouco diferentes, mas dependendo do vosso nível de desenvolvimento, podem não ser visíveis na sua verdadeira forma e configuração. Recomendaríamos que os povos do mundo se familiarizassem com o aspecto das nossas naves e das que pertencem à Federação Galáctica da Luz, porque ireis ver-nos nos vossos céus e poderá ser útil reconhecer as diferentes alianças a que pertencem e ajudar outros a identificar-nos.
5. Nesta ocasião, nós, do Comando Ashtar, estamos em sintonia na nossa missão com a Federação Galáctica da Luz. Estamos a jogar na mesma equipa, somos ambos da Luz, estamos ambos aqui para ajudar o vosso povo e o vosso planeta a elevar-se. Nunca mais vereis nenhumas organizações ou alianças das forças das trevas, e não tendes nada que vos preocupar a respeito disso. Agora temos a atmosfera segura e permanecerá assim durante a ascensão do planeta aos reinos mais altos. Podeis confiar nas nossas capacidades e acreditar que, no passado, realizamos muitas operações como esta.
6. A vossa segurança está em boas mãos. Não receiem nenhumas naves que virem nos céus porque serão governadas por seres de Luz que estão, nesta época, ao vosso serviço. Gostaríamos de ver muitos partilhar esta informação com os vossos irmãos e irmãs, porque gostaríamos de aumentar enormemente o número e a qualidade dos avistamentos das nossas naves e isso pode apenas ser possível, quando houver da parte dos vossos povos, uma compreensão adequada de quem somos e porque estamos aqui. ‘Ajudem-nos a ajudar-vos’ são as palavras que gostaríamos que tivessem em mente ao executarmos as fases seguintes da operação.
 7Nos dias mais recentes foram abertas novas vias, porque fomos capazes de afastar as forças armadas da cabala, das suas posições à volta do planeta. Desfrutamos agora o luxo de mover-nos livremente e tiraremos todo o proveito desta situação porque agora prosseguimos com as próximas fases da totalidade da nossa missão. Temos muito para realizar juntos, e estes empreendimentos começarão com um chuveiro de atividades à volta do mundo. Iremos recrutar muitos de vós nas nossas atividades e permitir que regressem a casa com evidência das vossas experiências conosco para partilharem com os do vosso mundo que desejam aprender conosco e verificar a verdade do motivo porque estamos aqui. Haverá os que nos resistirão e desejamos que ajam como um agente de equilíbrio para as tentativas de nos desacreditarem. 
8. Não estamos a pedir que tentem convencer ninguém de nada que não desejem ver. Desejamos apenas que partilhem a vossa verdade e a compreensão que tendes de nós – é tudo o que pedimos. Não pedimos nada mais e agradecemos a todos os vossos esforços em espalhar as notícias e informar os vossos irmãos e irmãs do que está a ocorrer no vosso mundo. O vosso trabalho não passa despercebido e não ficará sem recompensa. Tendes a nossa palavra acerca disso. Estão reservadas muitas surpresas para os vossos povos e esperamos ansiosamente apresentar essas dádivas para vós. Não são presentes de estranhos. São presentes de família, porque na verdade é o que somos para vós. Somos a vossa família de longa data, e regressamos para oferecer ajuda neste tempo de grandes mudanças. Surgirão condições no planeta em que a nossa tecnologia e experiência será benéfica para vós, e não quereríamos nada mais do que partilhar convosco o que temos e ajudar-vos desta maneira. Esta é a razão principal porque estamos aqui e pedimos que permitam que os ajudemos desta maneira e que confiem em nós, porque a vossa confiança será a nossa recompensa. 
9. Quando acharmos que é a ocasião oportuna, começaremos a contatar muitos que demonstraram que não têm medo de nós e que têm vontade de trabalhar conosco. Como iremos contatar-vos será diferente de indivíduo para indivíduo, e temos meios eficientes de alcançarmos todos e cada um de vós, de uma maneira ou de outra. Nessa ocasião, dar-vos-emos detalhes dessas oportunidades e começaremos a encontrar-nos pessoalmente com cada um, para discutir as vossas opções. 
10. Concordamos com este empreendimento nos vossos céus para ajudar a preparar melhor os vossos povos para finalmente lhes sermos apresentados.Não desejamos criar uma situação de pânico e não desejamos ser os arautos da confusão dentro das vossas sociedades. Apenas desejamos tornar a nossa presença conhecida e oferecermos ajuda ao mundo através dos que sentem que podemos trabalhar convosco em segurança e em vosso benefício. Por favor, continuem a ser os faróis de Luz da verdade e da compreensão e partilhem o que sabem sobre o nosso comando e o que fazemos para ajudar mundos como o vosso. As nossas intenções são honradas e pacíficas, e todos do planeta verão isso nos próximos dias.Ajudem a que a nossa apresentação seja o mais suave possível, porque irá beneficiar largamente o vosso mundo se pudermos começar os múltiplos projetos juntos, logo que seja possível. Essa será a vossa tarefa depois das prisões dos membros da cabala criminosa. Derrubar as muralhas do medo e da ignorância será uma tarefa formidável, mas juntos iremos ser bem sucedidos através de concentração, esforço e perseverança. Essas são as chaves do sucesso que irão abrir a porta para vias de possibilidades e potencialidades incríveis. 
11. A ocasião de agir é precisamente agora. Concentrem-se nisso e ajudar-vos-emos à nossa maneira nesta Divulgação mundial. Haverá muitos melhoramentos que serão vossos, logo que comecemos a trabalhar juntos, e ireis todos beneficiar muitos, mesmo os que resistirem a aceitar-nos. Será assim durante algum tempo, mas irá chegar o dia em que todos no vosso mundo irão ver que somos aquilo que proclamamos ser. Não haverá mais artimanhas, nem oposições, e não haverá mais conspirações e esquemas contra vós. Ajudamos à nossa maneira para verem isso, e todas as conversas serão apenas tentativas de espalhar medo, distrações e desinformação. Estejam atentos para ignorar esta informação baseada no medo, porque de fato não tem base, e nenhuma dessas previsões das artimanhas da cabala escura, baseadas no medo, se irão materializar. Dissemos sempre que não seria permitido e mantivemos a nossa palavra. 
12. Também não haverá nenhuma Guerra mundial, não obstante o que possam ler ou por mais que esse assunto seja discutido na comunicação mediática. São tentativas para vos distrair e para instilar medo nas massas, mas são apenas palavras que jamais se materializarão. O vosso mundo dirige-se para a paz, prosperidade e liberdade para todos os seres do planeta, e nada se irá interpor no caminho. O vosso maior obstáculo agora, como sociedade e como indivíduos, é ultrapassar o medo. Agora o medo é o vosso pior inimigo. Não há nada a temer, porque é apenas uma ilusão. Permitam que se dissipe porque não terá lugar no vosso novo lar. Quanto mais depressa puderem libertar-se desses medos infundados, mais rapidamente começaremos juntos os múltiplos projetos que verão a elevação de todos em todo o planeta. Muitas dificuldades serão impedidas para sempre logo que possamos ajudar-vos, e é o medo e apenas o medo, que se interpõe no caminho do vosso mundo novo. Derrubem esta muralha que se baseia num alicerce de mentiras e enganos, e permitam-nos ajudar-vos a fazer do vosso mundo um lugar melhor para todos vós. 
13. Há ainda mais um assunto deixado por resolver antes de podermos começar, que é a remoção da vossa sociedade de muitos membros da vossa Cabala criminosa. Logo que avancemos para lá deste estádio, o mundo ficará cheio de emoção e atividade porque vamos ajudar-vos a começar a fazer as grandes mudanças da vossa sociedade. Será uma época da vossa História muito emocionante, e as vidas em toda a parte do planeta irão beneficiar grandemente porque serão tocadas pelo amor que o Criador e o Universo têm para elas. O Criador derramará presentes sobre os seus filhos quando estiverem prontos para recebê-los e mostrastes que esse dia chegou agora. 
Somos a vossa Família da Luz, proveniente das Estrelas. 

terça-feira, 26 de março de 2013

A Grande Fraternidade Branca Universal



Idade deste Sistema Planetário-Solar [em 2009]
Idade do Surgimento da Primeira Raça Humana [etérea]
Idade da Humanidade Atual „Ÿ Quinta Raça Humana
Duração do Kali-Yuga, Era atual
Tempo de KaliYuga já transcorrido [em 2009]
1 bilhão 995 milhões 884 mil 809 anos
1 bilhão 644 milhões 501 mil 109 anos
18 milhões 618 mil 728 anos
432 mil anos
5 mil 111 anos

Fonte: BLAVATSKY, 2001

Para muitas Sociedades Secretas, a Grande Fraternidade Branca é uma espécie de modelo hierárquico, doutrinário e ideológico invisível. Muitas dessas sociedades, mais ou menos antigas, reivindicam o posto de representantes fiéis dos Mestres Espirituais neste mundo material:

Segundo abalizados autores, a Loja Branca é uma poderosa Fraternidade ou Hierarquia de Adeptos cujas colunas mestras são o Amor e a Sabedoria [estrutura da qual] uma Loja maçônica é uma miniatura simbólica. ...Essa Fraternidade vela pela humanidade e através dos séculos vem guiando sua evolução e governando internamente [secretamente] os negócios do nosso globo. [FIGUEIREDO, 1899 „Ÿ p 225]

Durante os séculos XVIII, XIX, XX e mesmo hoje, no século XXI, quando o interesse nas tradições ocultistas era [e ainda é] tão intenso quanto o entusiasmo pela ciência objetiva, Teósofos e outros esotéricos revelaram a Grande Loja Branca como um Colégio, um Conselho de Mestres responsáveis pela preservação da Sabedoria e pela orientação da evolução da Humanidade deste planeta. De acordo com essa revelação, os Mestres da Grande Loja Branca são os verdadeiros governantes deste mundo; são guias dos Homens ao longo do processo de desenvolvimento espiritual.
Estudos e ensaios teosóficos descrevem com detalhes a organização interna dessa Fraternidade transcendental. Seu líder e considerado o Senhor do Mundochama-se Sanat Kumara. Na hierarquia da Fraternidade, o segundo mestre é Gautama [príncipe Sidarta Gautama, o Buddha Sakyamuni „Ÿ [vida terrena situada entre 563-483 a.C.] „Ÿ o Buda da Raça Humana atual, [a Quinta]. A estes Mestres seguem-se muitos outros, menos graduados, entre manus, bodhisatvas [corpos de Sabedoria], Cohans, Maha-cohans, mestres de Raios! e toda uma corte de seres supra-humanos, metafísicos e sobretudo, ocultos, inacessíveis aos sentidos e meios físicos, misteriosos.
Quanto à fonte de Todo esse conhecimento, sobre esta suposta Irmandade que interage com o mundo humano-terreno a partir de uma outra dimensão existencial, essas informações foram obtidas, segundo os ocultistas informantes, por meio da paranormal faculdade da clarividência [portanto é um conhecimento que pertence á categoria Acredite se quiser] „Ÿ [GREER, 2003 „Ÿ p 209]. Todavia, não é bem assim; o fato é que a Grande Fraternidade Branca é uma idéia que tem um precursor histórico.

Origem da Idéia
A idéia de uma organização secreta de místicos iluminados, guias do desenvolvimento espiritual da raça humana, foi apresentada pela primeira vez no século XVIII [anos 1700] por Karl von Ekartshausen [1752-1803], escritor, filósofo, místico alemão, no livro The Cloud Upon the Sanctuary [A Nuvem Sobre o Santuário] publicado depois da morte do autor, em 1802.


Na concepção de Ekartshausen estes místicos, que formam um Conselho da Luz, eram [ou são] Espíritos que permanecem ativos em relação à Terra mesmo depois depois da morte física neste planeta. O autor propõe, então, que se promova uma comunhão entre vivos e mortos, unindo a idéia cristã da Comunhão dos Santos com as Sociedades Secretas Ocultistas, místicas ou mágicas, como os Rosa-cruzes e os Illuminatti.

Durante o século XIX ocultistas de diferentes linhas de pensamento se encarregaram de enriquecer, alimentar e difundir a crença nessa Irmandade. Entre esses difusores, destacam-se: os Teósofos, como Alfred Percy Sinnet [1840-1921, autor de Mahatma Letters, ou cartas de Mahatmas, mestres espirituais], Helena Petrovna Blavatsky [1831-1891], C. W. Leadbeater [1854-1934], Alice Bailey [1880-1949], Helena Roerich [1879-1955]; Guy Balard, [1878-1939], pseudônimo de Godfré Ray King, fundador do movimento Eu Sou, transmissor na Terra dos ensinamentos transcendentais do Conde de Saint-Germain, personagem misterioso do ocultismo ocidental, um dos Iluminados da Fraternidade Branca ou, como também são chamados esses mestres invisíveis, um mestre ascencionado [CABUS, 2008].
Os teósofos foram um dos primeiros a atribuir sua doutrina, seus ensinamentos a esse Colegiado de Adeptos. Em Isis Unveiled [Isis Sem Véu] H.P. Blavatsky refere-se a estes Guias como Mestres da Irmandade Oculta ou Mahâtmas [Grande Espírito] e afirma que não somente encontrou pessoalmente esses Adeptos com também, durante toda a sua vida, manteve com eles comunicações regulares através de poderes telepáticos, incorporações, como os mediuns espíritas fazem com espíritos desencarnados ou, ainda, por deslocamentos do corpo astral.

A expressão Grande Irmandade Branca [white brotherhood] começou a ser usada depois da publicação de The Masters and The Path [Os Mestres e O Caminho] de C. W. Leadbeater, 1925. Desde então o título Grande Irmandade Branca tornou-se o preferido nas referências a essa comunidade de Adeptos Iluminados.

Os ocultistas ocidentais também costumem se referir à Irmandade com Grande Loja Branca, denominação que parece indicar que esses ocultistas idealizam esse Colégio de Sábios, como uma sociedade hierárquica, com estrutura semelhante às sociedades secretas iniciáticas terrenas.

Inúmeras Sociedades ocultistas reclamam para si a condição de verdadeiras representantes da Grande e invisível Irmandade Branca. Até Aleister Crowley [1875-1947], com sua fama auto-proclamada de perversa besta, chegou a insinuar que sua Astrum Argentum era diretamente ligada aos bondosos Mestres Ascensos.

Mestres Ascensos e Doutrina do EU SOU
Em 1934, Guy Ballard [1878-1939], um engenheiro norte-americano, que alegava ter tido uma revelação em 1930, no Mt. Shasta „Ÿ Califórnia, publicou Unveiled Mysteries onde refere-se à Irmandade Branca como um Conselho ou Colegiado de Mestres Ascensos.

Ballard afirma que esteve frente a frente com o lendário Conde de Saint-Germain. O Conde seria um desses Mestres Ascensos que encarnou voluntariamente na Terra em diferentes períodos da História sempre usando, ostensivamente, a mesma identidade, de Conde de Saint-Germain, intrigando gerações que envelheceram enquanto o misterioso personagem permanecia jovem.
Mestre Saint-Germain transmitiu a Ballard os ensinamentos da Doutrina EU SOU, muito difundida através de um livrinho precioso chamado O Livro de Ouro de Saint-Germain. Precioso porque, com certeza, a pequena obra é origem e fundamento de praticamente todas as técnicas de auto-ajuda, em cujo cerne repousa a velha e boa reprogramação comportamental com base na neuro-lingüística, tão em moda nas últimas cinco décadas [desde os anos de 1960, no mínimo „Ÿ CABUS, 2008].

Sincretismo & Mestres Ascensos.




Depois de tantas revelações e tantos reveladores, a Grande Fraternidade Branca chegou à segunda metade do século XX [a partir dos anos de 1950] envolta em doutrinas sincréticas, que misturavam ensinamentos de várias vertentes místico-religiosas: cristianismo esotérico, gnose, teosofia, budismo e doutrinas outras entre exóticas e fantasiosas. Essas Irmandades terrenas que se dizem representantes da verdadeira White Brotherhood proliferam em todo o mundo adotando diferentes denominações.

O conceito do Colegiado de Mestres Ascensos enfatizado por Guy Ballard obteve enorme aceitação entre esotéricos da Nova Era [New Age] resultando na formação de numerosas irmandades, fraternidades, sociedades, muitas delas fazendo absoluta questão de serem legítimos rosa-cruzes, outras, proclamando-se profetas contemporâneos guiados pelos Ascencionados.

O elenco ou lista desses Ascencionados, não é um consenso e cada organização tem lá suas preferências embora alguns personagens de elite, conhecidos do grande público, sejam comuns a todas elas: Jesus, Maria mãe de Jesus, Buda Sakyamuni, qchamam familiarmente Gautama quando o próprio Buda Sakyamuni renunciou ao seu nome de família nobre e, mais recentemente, até o desencarnado papa João Paulo II foi admitido na equipe dos Mestres Ascencionados!

Oh! Raios!

Outros destacados Mestres Ascensos, mais ou menos famosos, fazem são nomeados e até suas imagens, desenhadas, aparecem em suas fichas. São alguns deles: El Morya, Hilarion, classificados como cohans ou seja, Mestres do Raio: Kuthumi [que foi popularizado pela Teosofia], Mestra Nada [que tem sido identificada com Maria de Nazaré], Maytreya, Palas Atena [aquela mesma, da mitologia grega] entre outros menos famosos.

O Raio, na verdade, ao menos sete deles, são emanações energéticas diferentes, cada uma sob o domínio de um Mestre do Raio. Esses raios têm uma cor terapêutica própria e comunicam aos que os recebem ou invocam diferentes virtudes. Esses mestres atuam sob a liderança de um superior, o Maha-Cohan.

O cargo não é eterno e, no momento, segundo os teóricos da Summit Lighthouse, [Cúpula da Casa da Luz], uma das incontáveis organizações que se apresentam como verdadeiros representantes da White Brotherhood, o lugar é ocupado por um conhecido personagem histórico: Aquele que atualmente ocupa o cargo de Maha-Chohan esteve encarnado como o poeta cego Homero! „Ÿ cujos poemas épicos, a Ilíada e a Odisséia, incluem sua chama gêmea, Palas Atena!, como personagem central. A Summit Lighthouse define a Irmandade:

A Grande Fraternidade Branca é uma ordem espiritual de santos do Ocidente e de adeptos do Oriente, que se reuniram ao Espírito do Deus vivente, e da qual fazem parte as hostes celestiais. Eles transcenderam os ciclos de carma e renascimento e ascenderam para essa realidade superior, que é a eterna morada da alma... A palavra gbrancah não se refere à raça, mas à aura de luz branca que circunda esses seres. [SUMMIT LIGHT HOUSE]

Endereço! „Ÿ Onde Fica a Sede da Grande Fraternidade Branca


Para chegar à sede da Grande Fraternidade Branca é necessário: 1. ou morrer em santidade; 2. ou aprender a sair do corpo e visitar pessoalmente os Mestres, se os Mestres quiserem receber você. Isso porque, como já foi esclarecido, a Grande Fraternidade Branca é invisível e sua sede está situada em um não-lugar terreno; em um plano outro de existência [outro plano ontológico, de Ser], em outra dimensão, em alguma dobra das curvas do Universo.

Todavia, essa mansão sem endereço topográfico tem sua localização etérica que, eventualmente, tem seus pontos de referência geográficos. Mas não há consenso entre os ocultistas: para alguns, a morada dos Mestres fica em uma dimensão transcendental situada no Deserto de Gobi.

O Deserto de Gobi, que ocupa territórios da Mongólia e da China, em tempos arcaicos, teria sido um mar e a cidade dos Ascensos ficava às margens deste mar. O mar foi engolido pelas convulsões geológicas do planeta porém, no mesmo lugar, existiria, ainda, a ilha sagrada dos Mestres, que os sentidos meramente físicos dos humanos não podem perceber. Diz a lenda que o local permanece oculto graças aos poderes sobrenaturais de seus habitantes; e protegido pela vigilância de seres encantados.

Outra possível localização dessa Morada dos Mestres seriam os subterrâneos da cordilheira dos Himalaias, entre o Tibete e o Nepal. Nesse caso, não é uma cidade invisível; antes, é uma sede oculta. Uma terceira hipótese, supõe que os Iluminados estão onde sempre estiveram desde o início dos tempos: no único ponto imutável do planeta [segundo os teósofos], o Pólo Norte, na região diretamente alinhada com a estrela chamada Ursa Polar. Ali habitariam seres remanescentes da Primeira Raça Humana, os Sombras, os Arûpa, os Sem-Corpos [materiais densos]; e também os sábios de todas as outras quatros Raças que vieram depois. Entre estes, destacam-se os magos brancos da Atlântida.

Finalmente, existe a versão dos Mestres Invisíveis que vivem não nos subterrâneos mais superficiais, mas nas entranhas do mundo, em uma cidade mítica sobre a qual há controvérsias. A idéia mais aceita implica na admissão não de um, mas de dois Colegiados de seres superiores e rivais. Os mestres da mão direita, magos brancos, teriam se instalado no reino de Agharta, ao norte, no interior deste planeta. Estes trabalham pela evolução da Humanidade.

Os mestres da mão esquerda, magos negros, seriam os fundadores moradores de Shambala, que ou são indiferentes ao destino dos Homens ou não se importam em, eventualmente, promover a desgraça desta Quinta Raça Humana. Nesta hipótese, tanto os Magos brancos quanto negros seriam os últimos descendentes/sobreviventes da civilização Atlante e, somente escaparam das enchentes e terremotos porque souberam previamente da iminência da tragédia graças aos seus poderes de clarividência.

Fraternidade Branca: O que Dizem os Místicos
Muitos ocultistas escreveram sobre essas Entidades, Seres, Mestres que governam o mundo por meios insidiosos e agentes secretos, pelo bem ou pelo mal da Humanidade. Eis alguns comentários e revelações sobre aquela que deve ser a mais antiga das Sociedades Secretas da História desta e de todas as Humanidades que já existiram na Terra:

H. P. Blavatsky [1831-1891] „Ÿ Quando a Quinta Raça [atual] estava ainda em sua infância, o Dilúvio alcançou a Quarta Raça, Atlante [que eram gigantes comparados ao homo sapiens]... Somente [um] punhado de eleitos, cujos instrutores divinos tinham ido habitar a Ilha Sagrada [no deserto de Gobi] - de onde virá o último Salvador - impediu que metade da Humanidade se convertesse em exterminadora da outra metade. ...Os Adeptos e Sábios moram em habitações subterrâneas, geralmente sob construções piramidais existentes nos quatro cantos do mundo. ...Os Senhores da Sabedoria trouxeram frutas, grãos de outras esferas, para benefício da Raça que eles governavam. O primeiro uso do fogo, a domesticação de animais, o plantio dos cereais e das ervas foram conhecimentos transmitidos pela Hoste Santa. [BLAVATSKY, 1899]

O Colégio dos Sábios Segundo Gurdjieff [1860/1872?-1949] „Ÿ Setenta gerações antes do último dilúvio [e cada geração valia por cem anos]... no tempo em que o mar estava onde hoje está a terra e a terra, onde hoje está o mar - existia uma grande civilização, cujo centro era a ilha Hannin. Os únicos sobreviventes desse dilúvio [o dilúvio ao qual o autor se refere é o que aparece no relato sumério-mesopotâmica de Gilgamesh] tinham sido alguns membros de uma confraria [irmandade] denominada Imastun que representava, por si só, toda uma casta.
Esses Irmãos Imastun estavam, antigamente, espalhados por toda a Terra, mas o centro de sua confraria permanecia nessa ilha. Esses homens eram sábios. Estudavam, entre outras coisas, a astrologia e foi para poder observar os fenômenos celestes sob ângulos diferentes que, pouco antes do dilúvio tinham se dispersado por todo o globo. Mas qualquer que fosse a distância, às vezes considerável, que os separasse, permaneciam em comunicação entre si, bem como com o centro de sua comunidade, que mantinham ao corrente de suas pesquisas por meios telepáticos. [GURDJIEFF, 2003- „Ÿ p 44]

Peter Deunov „Ÿ [1864-1944] Gnóstico búlgaro, mestre espiritual fundador da School of Esoteric Christianism, [chamado por seus discípulos de Master Beinsa Douno] refere-se a essa organização como Universal Brotherhood [Irmandade Universal]. Ao ser excomungado em julho de 1922, defendeu a Irmandade: Existe apenas uma Igreja no mundo mas a Universal Brotherhood está além das Igrejas, é mais que Igrejas. Mais elevado que a Universal Brotherhood, somente o reino do Céus [o Paraíso].

C. W. Leadbeater [1854-1934, teósofo] „Ÿ Desde sempre existe uma Irmandade de Adeptos [Brotherhood of Adepts], The Great White Brotherhood [Grande Irmandade Branca]; desde sempre existiram Aqueles que sabiam, Aqueles que possuíam [essa] sabedoria secreta, e nossos Mestres estão entre os atuais representantes dessa poderosa linhagem de Profetas e Sábios. Durante incontáveis Eons Eles têm preservado O Conhecimento.

Atualmente, parte desse Conhecimento está ao alcance de qualquer um, aqui, no plano físico, [no corpo da chamada Doutrina Secreta revelada pela Teosofia]. O próprio Mestre Kuthumi disse uma vez, sorrindo, que quando alguém fala da grande mudança que o conhecimento teosófico trouxe à sua vida, Ele reflete: Sim, mas nós somente levantamos uma pequena ponta do véu [LEADBEATER, 1925].

A Grande Fraternidade Branca é uma organização diferente de qualquer outra no mundo. Alguns a descrevem, ou imaginam, como uma irmandade Himalaica ou tibetana que reúne ascéticos indianos em algum tipo de monastério situado em algum ponto inacessível de uma montanha. [Mas não é assim, os Irmãos pertencem, muitas vezes, a outras esferas, outros globos; outros são desencarnados terrenos e não habitam, necessariamente, um lugar físico]. Esse Grandes Espíritos pertencem a duas categorias: aqueles que mantêm um corpo físico e os que não mantêm. Esses últimos são chamados Nirmanakayas. Os Nirmanakayas mantêm a si mesmos em um estado de ser intermediário entre o mundo-terreno e o Nirvana. Dedicam todo o seu tempo e energia para a geração de força espiritual benéfica para Humanidade [LEADBEATER, 1996]

Koot' Hoomi Lal Sing [1880, mestre ascenso] „Ÿ A verdade sobre nossas Lojas e sobre nós mesmos... os Irmãos, sobre os quais todos ouvem falar e poucos vêem, são entidades reais, e não ficções criadas como alucinações por um cérebro em desordem. [Apud SINNETT, 1926]

Trevor Barker [teósofo] „Ÿ Entre os estudiosos da Teosofia e Ocultismo é bem conhecido o fato de que a doutrina e a ética apresentadas ao mundo pela Sociedade Teosófica, durante os 16 anos depois de de sua fundação, em 1875, são conhecimentos ministrados por Mestres do Oriente pertencentes a uma Irmandade Oculta que vive no Trans-Himalaia Tibetano. Blavatsky, que tinha esses sábios como mestres, afirmava não somente a existência da Irmandade, mas dizia que, durante sua estada no Tibete, tinha recebido pessoalmente, destes mestres, treinamento, ensinamentos e instruções [BARKER, 1926]

Wouter J. Hanegraaff[Grande Fraternidade Branca & Jesus] „Ÿ Segundo o clarividente Edgar Cayce [1877-1945], os Essênios foram representantes da Grande Fraternidade Branca, ativos na Palestina no tempo de Jesus. Seu principal centro não era em Quram, mas no Monte Carmelo, lugar associado ao profeta Elias, outro iniciado, membro da Fraternidade. ...Antes do nascimento de Jesus, os essênios souberam e prepararam seu advento. Chamavam-no o Velho Irmão. Acreditava-se que Ele foi o primeiro ser humano a completar o desenvolvimento espiritual. Aquele mesmo Jesus que viria como Messias tinha vivido muitas vidas neste planeta: Adão, Enoch, Melchizedek, José do Egito.
Preparando a chegada ou encarnação do mestre, os essênios selecionaram várias jovens; uma delas seria a mãe do Messias. Essas candidatas a Mãe do Salvador eram educadas no Monte Carmelo. Maria foi escolhida por um anjo. No episódio da Fuga Para o Egitoos essênios providenciaram que a Sagrada Família chegasse ao seu destino em segurança. Ao longo de toda sua vida até o momento em que começou seu ministério público, Jesus foi treinado por mestres da Grande Fraternidade Branca. Depois dos sete anos passados no Egito, o menino foi levado à Índia, onde ficou por três anos; depois, Pérsia voltando à Judéia na ocasião da morte de seu tutor terreno, José. [HANEGRAAFF, 1996]

George D. Chryssides„Ÿ A Grande Fraternidade Branca é um grupo de seres espirituais que vivem, existem em um espaço paralelo ao mundo físico humano. Essa Fraternidade é liderada por um Senhor do Mundo que preside uma hierarquia de mestres que inclui o Buda Sakyamuni, o mestre Maiterya, o mestre Morya e Mestre Koot Hoomi. Alguns desses mestres são pessoas desencarnadas, outros, pertencem a uma mitologia religiosa e alguns não se encaixam em nenhuma dessas categorias.
A Fraternidade abriga, ainda, históricas personalidades religiosas, ocultistas e filosóficas:
o patriarca Abraão
o rei Salomão
Confúcio [551-479 a.C.]
Lao Tzu [filósofo e alquimista chinês,autor do Tao Te Ching]
Platão [428-347 a.C., grego], Jacob Boehme [1575-1624, filósofo e místico alemão]
Roger Bacon [1214-1294, inglês]
Francis Bacon []1561-1626, inglês]
Cagliostro [1743-1795 Alexandro, conde de Cagliostro, ocultista, alquimista, maçom]
e até Franz Anton Mesmer [1734-1815, alemão], o famoso médico e hipnotizador. [CHRYSSIDES, 2001]
Glossário Mínimo da Grande Fraternidade Branca
Fonte: BLAVATSKY, H. P.. Glossário Teosófico. [Trad. Silvia Branco Sarzana] „Ÿ São Paulo: Pensamento, 1995.

Adepto „Ÿ latim. Adeptus „Ÿ aquele que obteve. Em Ocultismo, aquele que pelo desenvolvimento espiritual alcançou o grau de Iniciação ou seja, alcançou conhecimentos e poderes transcendentais e chegou à condição de Mestre esotérico [dos segredos] [BLAVASTKY, 1995].

Cohan „Ÿ Na Doutrina Secreta a tradução é Senhor. Na literatura teosófica atual é o mesmo que Dhyân-Cohan ou seja, Luzes Celestiais, Arcanjos.[BLAVASTKY, 2001]

Dhyânis „Ÿ sânscrito. Anjos ou espíritos angélicos. Nome genérico aplicado a alguns Seres espirituais ordenados [hierarquizados] „Ÿ [HOUDT Apud BLAVASTKY, 1995]

Doutrina Secreta „Ÿ [Gupta Vidyâ „Ÿ ciência oculta ou esotérica] denominação usada para designar os ensinamentos secretos da Antiguidade. [BLAVASTKY, 1995]

Gnôsis [do grego] „Ÿ Gnose. Conhecimento. Termo empregado pelas escolas de filosofia religiosa, antes e durante os primeiros séculos do Cristianismo a Gupta Vidyâ [veja acima], o conhecimento supremo ou divino através do estudo e prática das ciências ocultas ou esotéricas a fim de alcançar a posição de Iniciado nos Mistérios Espirituais [realidade metafísica, BLAVASTKY, 1995]

Gnósticos „Ÿ Filósofos que formularam e ensinaram a Gnôsis. Viveram nos três primeiros séculos da Era Cristã. entre estes precursore, destacam-se: Valentino, Basilides, Marcion, Simão, o Mago „Ÿ entre outros.

Loja „Ÿ etimologicamente, do sânscrito loka, mundo, lugar próprio, podendo se referir a um templo, um prédio, uma casa, este mundo, outros mundos ou o Universo. [BLAVASTKY, 1995]

Maha-Cohan „Ÿ sânscrito. Chefe de uma hierarquia espiritual ou de uma escola de ocultismo; o chefe dos místicos da região situada além do Himalaia. [BLAVASTKY, 1995]

Mahâtma ou Mahâtman „Ÿ sânscrito. Em pali, Arhats ou Rahats. Adepto de ordem mais elevada. Sres que, tendo obtido o domínio de seus princípios inferiores [físicos orgânicos-astrais] vivem livres das limitações do homem carnal. Possuem conhecimento e poderes [faculdades, habilidades, sentidos, percepção] que o homem comum considera sobrenaturais mas que decorrem de evolução espiritual.
Também são chamados Sidhas, na condição de seres perfeitos que, por sua poderosa inteligência e santidade chegaram a uma condição semi-divina; ou, ainda, Jivan-muktas, almas libertadas; mas concedem em se ligar a corpos mais ou menos físicos sempre que necessário em sua missão de auxílio ao progresso da Humanidade.Como primeiros espíritos que um dia encarnaram em Humanidades arcanas, ao longo de Eons! alcançaram a consciência atmica [de Atman, o Todo incognoscível, consciência divina] ou nirvânica; completaram o ciclo de evolução como humanos. [BLAVASTKY, 1995]
Pali „Ÿ Língua arcaica que precedeu o sânscrito mais refinado. As escrituras budistas mais antigas são todas escritas nessa língua. [BLAVASTKY, 1995]

Em termos de Sociedade Secreta não há registro de nada mais antigo nem mais secreto-secretíssimo do que a Grande Fraternidade Branca „Ÿ ou Grande Loja Branca: seus integrantes, afinal, são invisíveis e atemporais. Dela se diz que sua regência sobre a evolução das criaturas humanas terrenas remonta à Terceira Raça Raiz „Ÿ ou seja, a Fraternidade Branca atua neste globo desde as extintas civilizações Lemuriana [a Terceira] passando pela civilização Atlante e chegando à atual, a civilização do auto-denominado homo sapiens, Quinta Raça Raça Humana, ponto extremo inferior da curva evolutiva.

18 milhões de anos! Considerando tal longevidade e analisando a cronologia dos Brâmanes [veja box abaixo] conforme da Doutrina Secreta, essa Grande Fraternidade Branca deve estar atuando nos destinos humanos há pelo menos 18 milhões de anos! quando, segundo os teósofos, a Humanidade atual, a Quinta Raça Humana, começou a se manifestar.


Cronologia dos Brâmanes

http://www.mortesubita.org/sociedades-secretas-e-conspiracoes/textos-conspiracionais/a-grande-fraternidade-branca

sábado, 12 de janeiro de 2013

A Explosão do Planeta Maldek


O incidente que abalou o Sistema Solar no passado não ocorreu por ignorância ou desobediência da civilização maldequiana, como apregoam algumas versões.

A existência de um cinturão de asteróides no espaço orbital entre Júpiter e Marte intriga os cientistas da Terra. De acordo com os seres multidimensionais, esses pedaços de rocha (alguns com centenas de quilômetros de diâmetro) que flutuam no Sistema Solar pertenceram ao planeta Maldek, que explodiu devido a um desastre nuclear causado por sua civilização.
Os maldequianos eram um adiantado povo que havia desenvolvido tecnologias de obtenção de energia pela desintegração do átomo. Por meio de instalações atômicas, conseguiam controlar o próprio clima planetário. Problemas com uma dessas usinas, montada sobre um selo magnético (chacra) de Maldek, causaram uma reação em cadeia que terminou por desintegrar o planeta.

A explosão repercutiu por toda a galáxia e causou estragos nos planetas vizinhos. Marte perdeu suas luas, e as Inteligências Superiores tiverem de ajudá-lo a estabilizar-se formando os satélites Fobos e Demos. A Terra também foi tirada de seu equilíbrio.

A história de Maldek é conhecida nos meios ufológicos e esotéricos e freqüentemente recontada com o acréscimo de mitos e de julgamentos que a distorcem, imputando aos maldequianos a fama de desobedientes e inconsequentes  Mas, a visão de seres muito evoluídos sobre os acontecimentos naquele planeta é bem diferente.

"Não existem acidentes, como a destruição de um planeta, de que a Luz Divina não tenha conhecimento", afirma Anfaten, de Andrômeda. "O acontecimento que se deu foi baseado em um conjunto de circunstâncias anormais para a civilização de Maldek". A seguir, Anfaten dá uma visão mais abrangente do episódio.

A civilização precisava de maiores espaços para o cultivo de uma série de microorganismos que constituíam a base do sistema alimentar dos seres de Maldek. O controle do ecossistema era vital para eles.

Ao iniciarem a manipulação atômica, já sabiam do risco que iriam correr. Assim, suas crianças foram levadas para outro planeta de nome Aldeyat, bem distante do seu Sistema Solar. Sabiam do perigo que corriam em Maldek, mas tinham necessidade do controle sobre as condições do meio-ambiente. Precisavam disso para conseguir alimentos em larga escala.

Portanto, foi um ato medido e conseqüente. Aqueles que queriam evacuar o planeta tiveram autorização para se ausentarem, com a condição de se encarregarem do cuidado com as crianças.

Não é fato que a espiritualidade olha por vocês? Então, como iria deixar acontecer um acidente dessa envergadura, sem nenhuma ajuda? Quando aconteceu o afundamento de Atlântida, na Terra, também estava tudo programado. Todos que lá estiveram tinham motivos para serem participantes daquele processo de destruição.

Depois da explosão, aqueles de Maldek que se ausentaram decidiram reingressar ao Sistema Solar. Com não possuíam mais sua casa, tentaram adaptar-se a Júpiter e a Marte. Em Júpiter, não foram bem aceitos. Em Marte, conseguiram alguma coisa. Tiveram até a boa vontade de construir algumas pirâmides no campo físico daquele planeta, porém, mais uma vez, encontraram dificuldades. Cansados de tanta batalha, dirigiram-se para o planeta Terra e conseguiram se misturar com os terráqueos.
Infelizmente, esses seres sofreram uma degeneração no complexo biológico sutil quando estiveram fora do seu Sistema Solar. Tiveram de sair da galáxia de forma muito rápida, foram expostos a velocidades interdimensionais e isso causou o rompimento do complexo biológico sutil.Certas características da chamada de Síndrome de Down, que surge em alguns seres da Terra, são as dos que haviam saído de Maldek.
Existem estudos que falam das pessoas com Síndrome de Down como originários de um planeta intermediário, mas, na verdade, eles são as crianças de Maldek. Já os adultos que as acompanharam na retirada sofreram em demasia com a viagem e seus circuitos elétricos se oxidaram, o que provocou até, em alguns casos, a destruição parcial de suas atividades cerebrais.
Por isso, saíram de lá e decidiram reingressar na galáxia, procurando um ponto próximo de Maldek para salvar suas crianças. Por esse motivo, esses seres aqui, no seu planeta, têm uma vida física mais curta. Vocês podem verificar o adiantamento espiritual deles já que, após a desvestidura do veículo físico, poucos se comunicam com os pais, pois já estão em esferas superiores.
Shon Thor, de Órion

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

A Simbologia Cósmica e Esotérica do Natal parte 01

Segundo a tradição esotérica as festividades do Natal são muito mais antigas que a Cristandade, remontando ao tempo das religiões do paganismo. Aliás a simbologia da tradicional Festa do Natal é completamente alheia ao dogma cristão moderno. A Igreja Católica, no Concílio de Niceia 400 anos depois do nascimento e morte de Jesus, resolveu estabelecer o nascimento de Jesus a 25 de Dezembro. 


Todavia, está provado que Jesus não nasceu nessa data, pois de acordo com registos Essênios de manuscritos descobertos em Qumran e outros, a data do seu nascimento terá sido 102 anos antes da Era Cristã, conhecido então na tradição Essénia por Jesus Ben Pandira.
O drama histórico e misterioso do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, assim como todos os acontecimentos da Sua vida, têm sido descritos através da história por símbolos cósmicos e esotéricos. Jesus Cristo, pelo seu nascimento na Palestina, alcançou o supremo desígnio da personificação do Amor-Sabedoria e do princípio Cósmico do Amor. Pela sua realização como um ser humano no passado Ele abriu a porta da Terceira Iniciação para a Humanidade, permitindo que uma grande Luz começasse a penetrar no nosso Planeta. Assim, à medida que os filhos dos homens se transformam em filhos da Luz, esta Luz aumenta e começa a abrir o caminho às almas que lutam com o fim de penetrarem numa Luz ainda maior. 

Na literatura religiosa e esotérica a palavra Cristo tem cinco significados diferentes: 1) O Cristo Interno, o Anjo Solar, que é a esperança da glória ou o Cristo místico. Refere-se fundamentalmente à alma humana, que deverá tornar-se perfeita como o Nosso Pai que está no Céu, a própria Glória. 2) O Cristo Histórico, que viveu na verdade e sofreu como um homem, lutou para ultrapassar as limitações humanas e conseguiu entrar num nível elevado de evolução, estabelecendo, desta forma, a relação da humanidade com a casa do Pai, e deu-nos também o exemplo a seguir. 3) O Cristo Cósmico, que é a Alma do Universo, o elo ou a relação entre a matéria e o espírito e a energia redentora que conduz a vida adormecida na matéria para o glorioso desenvolvimento ilimitado. É denominado nas Religiões a segunda pessoa da Trindade, o Filho, o segundo Logos, o Amor, a força consciente que mantém todas as coisas unidas, que conduz toda a vida manifestada em direção à perfeição final que revela o aspecto do Pai. 4) O Cristo propriamente dito, Líder da Hierarquia, que não pertence a nenhum religião específica, mas a toda a humanidade, a todas as religiões, visto todas elas se inspirarem na mesma fonte, ou seja, na Hierarquia. 5) Temos então o outro Cristo que na literatura antiga é denominado o símbolo da perfeição, o homem arquetípico, a imagem perfeita de Deus.
Será importante refletirmos sobre o significado esotérico e cósmico do Natal, com o nascimento do Cristo Sol que nos deve guiar aos Mundos Superiores da Consciência Cósmica. Se pretendermos seguir a Senda Espiritual teremos de nos saber guiar pelo Sol da Meia-Noite, pelo Cristo Sol e aprender a reconhecer os seus sinais e movimentos. Quando ele desaparece no ocaso está a indicar-nos que algo deve morrer em nós, e ao O vermos surgir do Oriente é porque alguma coisa deverá nascer dentro de nós.

Todas as religiões do passado celebravam o Natal. As Sagradas Escrituras falam sem dúvida do acontecimento solar. Assim como o Sol físico avança para o Norte para dar vida a toda a criação, também o Sol da Meia-Noite, o Sol Cristo, o Sol do Espírito nos dá vida, se aprendermos a cumprir com os seus mandamentos. Vivemos todos os anos no Macrocosmos o Drama Cósmico do Sol, tendo em conta que o Cristo Sol se deve crucificar todos os anos no mundo, viver o drama da sua vida, paixão e morte, para a seguir ressuscitar em tudo o que é, foi e será a criação. Para entendermos o Drama Cósmico é necessário que o Cristo Sol nasça primeiro dentro de nós. As Sagradas Escrituras falam de Belém e de um estábulo onde nasceu Jesus Cristo. Na verdade, o estábulo de Belém encontra-se dentro de cada um de nós. Nesse estábulo interior moram os animais do desejo, todos os “eus passionais” que carregamos dentro da nossa psique. O nome “Belém” é por si só esotérico. No tempo em que o grande “Kabir” Jesus veio ao mundo, a aldeia de Belém não existia, por isso o nome é simbólico.

A Simbologia Cósmica e Esotérica do Natal parte 02

 A palavra Belém vem do termo Caldeu “Bel” que corresponde mais precisamente à Torre de Bel, a Torre do Fogo.

Desta forma, assim que o Iniciado começa a lidar com o Fogo Sagrado, ao eliminar por completo da sua natureza íntima os agregados psíquicos, a fim de realizar a Grande Obra, passa sem dúvida pela Iniciação “Venusta”, da descida do Cristo para o coração do homem, acontecimento cósmico e humano de grande transcendência. Jesus de Nazaré, também conhecido por Jesus Ben Pandira, recebeu como homem a Iniciação “Venusta”, e encarnou o Cristo, se bem que não tenha sido o único a receber essa Iniciação. Cristo deverá ser entendido tal como é, não como uma pessoa ou como um indivíduo, visto estar para além da Personificação, do Eu e da individualidade. No autêntico esoterismo Cristo é o Logos, o Logos Solar representado pelo Sol. Isto leva-nos a compreender melhor porque os Incas adoravam o Sol, os Nahuas lhe rendiam culto, assim como os Egípcios e os Maias, etc. Não se trata da adoração ao Sol físico, mas ao que se oculta por detrás do símbolo físico. Na verdade, os povos adoravam o Logos Solar, o Segundo Logos, a Unidade Múltipla Perfeita, a energia que se move e palpita em todo o criado, e se expressa vivamente através de qualquer homem que esteja devidamente preparado. Este homem preparado passa pela Iniciação da encarnação do Cristo Cósmico dentro da sua própria natureza, porque o Senhor Cristo não virá de fora para dentro, mas sim do fundo do nosso coração. Paulo de Tarso quando fala em Jesus raramente alude ao Cristo histórico, ele fala em geral do Jesus Cristo Interno, que deve surgir do fundo da nossa Alma, do nosso Espírito.

Todo o simbolismo relacionado com o nascimento de Jesus é sem dúvida cabalístico e alquímico. Está descrito que os três Reis Magos vieram adorá-lo, guiados por uma Estrela. Porém, só compreenderemos esta passagem se for ponderada em alquimia, porque é um processo alquímico. Qual será afinal o significado da Estrela e dos Reis Magos? A Estrela é entendida como sendo o Selo de Salomão, a Estrela de Seis Pontas, o símbolo do Logos Solar, em que o triângulo superior representa o Enxofre, ou seja, o Fogo. E o triângulo inferior representa em Alquimia o Mercúrio, a Água, que segundo os Alquimistas é a Água que não molha as Mãos, o Húmido Radical Metálico.
Jesus nasce, por conseguinte, no estábulo do nosso próprio corpo, dentro do qual habitam todos os animais do desejo, das paixões inferiores. Ele tem de crescer, se desenvolver, ascendendo através dos diversos graus, até se converter num Homem entre os homens, tomar ao seu cargo todos os nossos processos mentais, volitivos, emocionais, etc., isto é, passar por um homem comum. Ainda que seja o Cristo, um Ser Perfeito, um Homem que não peca, o facto é que terá de viver e comportar-se como um homem normal, um pecador entre os pecadores. Porém, o Cristo vai crescendo e se desenvolvendo conforme vai eliminando em si os elementos indesejáveis que trazemos na nossa psique. E é assim que se realiza a Grande Obra, ao eliminar todo o Mercúrio Seco, todo o Enxofre venenoso, para que os Corpos Existenciais Superiores do Ser possam converter-se em veículos de Ouro Puro.

Ora, os três Reis Magos que vieram adorar o Menino Jesus representam as cores da Grande Obra. Sendo a primeira cor o “Negro”, o Corvo Negro da Morte, a Obra de Saturno simbolizada pelo Rei Mago de cor negra, quando estamos a aperfeiçoar o nosso corpo e temos de passar por uma morte, a morte dos nossos desejos, paixões, etc., no Mundo Astral. A segunda cor é a branca, a pomba Branca, ou seja, o momento em que já desintegramos todos os Eus do Mundo Astral. Temos então o direito de usar a túnica de linho branco, do Phtah Egípcio, a túnica de Ísis, cuja cor é simbolizada pela Pomba Branca, sendo este o Rei Branco. O terceiro Rei Mago, de raça Amarela, simboliza o aperfeiçoamento já bastante avançado do Corpo Astral, quando aparece a Águia Amarela, a conquista da túnica Amarela.

A Simbologia Cósmica e Esotérica do Natal parte 03

Por fim, a coroação da Obra é a cor púrpura, quando um corpo, quer seja o Astral, o Mental ou o Causal, já se tornou de Ouro Puro e recebe a púrpura dos Reis, porque triunfou. Conclui-se, desta forma, que os Três Reis Magos não são três indivíduos, como se acredita, mas os símbolos das cores fundamentais da Grande Obra, e o próprio Jesus Cristo que vive dentro dela. Em Hebraico “Jesus” é “Jeshuá”, que significa Salvador, sendo que como Salvador “Jeshuá” tem de nascer neste estábulo que existe dentro de nós a fim de se realizar a Grande Obra. O Grande Mestre é o Magnésio Interior do Laboratório Alquímico, por isso deverá surgir no fundo da nossa Alma, do nosso Espírito.

Então começa o aspecto mais duro para o Cristo Interno após o seu nascimento no coração do Homem, o Drama Cósmico, a sua “Via-crucis”. Vemos no Evangelho as multidões que aparecem a pedir a crucificação de Jesus. Todavia estas multidões não são as de outrora, de há mais de dois mil anos, mas as multidões que se encontram dentro de nós, os nossos “Eus”, visto existir dentro de cada um milhares de pessoas, isto é, os “Eus” do ódio, dos ciúmes, da inveja, da cobiça, e de todos os nossos defeitos e vícios. São estes “Eus” que gritam para crucificá-Lo.
No que respeita aos três Traidores do Evangelho, Judas, Pilatos e Caifás, são as justificações dos nossos defeitos psicológicos, pois nunca nos sentimos culpados. Judas é o demônio do desejo, que troca o Cristo Íntimo por trinta moedas de prata, que segundo a alusão cabalista troca-O pelas coisas materiais, dinheiro, luxo e todos os prazeres animais. Pilatos significa o demônio da Mente, que nunca tem culpa, lava as mãos, não se acha responsável e encontra para tudo uma justificação e evasiva. Caifás será talvez o mais perverso de todos. O Cristo Interno nomeia muitas vezes um Sacerdote, um Mestre um Iniciado para que guie as suas ovelhas e as apascente. Contudo, esse Sacerdote em vez de orientar o seu povo de forma sábia, vende os Sacramentos, corrompe o Altar e abusa das devotas, etc., isto é, trai o Cristo Interno, como fez Caifás. No fundo, embora seja muito doloroso, é o que tem acontecido com todas as religiões do mundo cujos sacerdotes traíram o Cristo Interno e se corromperam. Inclusive é possível que haja grupos que se denominam esotéricos, dirigidos por verdadeiros Iniciados, e que estes, muitas vezes traidores, tenham traído o Cristo Interno. Estes traidores levam o Cristo Interno ao suplício. 
Se pensarmos no Cristo Interno no mais fundo de cada um de nós, senhor de todos os processos mentais e emocionais, a lutar para salvá-los e a sofrer, tendo os nossos próprios Eus a protestar contra Ele, a blasfemar, colocando-lhe a coroa de espinhos e a açoitá-lo, constatamos ser este facto uma dura realidade do Drama Cósmico que vivemos interiormente. Finalmente o Cristo Interno sobe ao Calvário e baixa ao sepulcro, matando com a sua morte a própria morte. Depois ressuscita no Iniciado, que logo ressuscita n’Ele. Assim se realiza a Grande Obra. Todo o Drama Cósmico é extraordinário e maravilhoso, e começa com o Natal do Coração.

Um facto também relacionado com o Drama foi a fuga de José, Maria e Jesus para o Egito  quando Herodes ordena a matança de todos os meninos, e Ele tem de fugir. Porém, tudo isso é simbólico. Um Evangelho Apócrifo diz que Maria e José tiveram que fugir com Jesus para o Egito  e permaneceram vários dias sob uma figueira, de onde saiu um manancial de água pura. Simbolicamente esta figueira representa sempre o sexo. Dizem que eles se alimentavam dos frutos desta figueira, os frutos da Árvore da Ciência do Bem e do Mal, sendo que a água pura que corria desta figueira é o Mercúrio da Filosofia Secreta. Não obstante, a decapitação dos inocentes é um facto também alquímico, pois todo o Iniciado tem de passar pela decapitação. O Cristo Interno tem de decapitar em nós o Ego inferior, o Eu de si mesmo, sendo o sangue que flui da decapitação o Fogo Sagrado pelo qual o Iniciado tem de se purificar, limpar, ainda que tudo isso seja profundamente esotérico.